Seguidores

sábado, 5 de junho de 2010

Palavras


Ter prazer através das palavras,
que escrevemos em qualquer folha solta,
como se a magia acontecesse,
e a beleza da poesia chegasse.

Porque os poemas que se escrevem
nessa folha de papel branco,
é como um feitiço de palavras que se juntam,
e nos enchem a alma de enorme prazer,
que nos vão saciando com a simples maneira de escrever.

É como se as letras fossem dançando,
no tempo e espaço.
E então construímos palavras,
dizendo que estamos olhando a lua,
as estrelas, o mar, ou sentindo o amor.

Tudo isso faz com que a inspiração aconteça,
nesse exato momento,
e nos leva a fazer poesia como notas soltas,
que se ouvem num piano tocado por anjos celestiais.

Escrever poderá ser o máximo que a vida nos dá,
como o prazer que é sublime do amor,
onde dois seres se perdem sem rumo,
que vão caminhando num universo límpido de desejo.

Escrever é amar, e eu quero sempre amar.

9 comentários:

  1. Olá amiga Marilu! Obrigada pelo o seu lindo comentário, valorizou muito mais o post,é como diz, as pessoas ficam sempre a uma certa distancia do mendigo, como se ele tivesse uma doença contagiosa.
    Eu vivi dez anos na Suiça, nunca vi uma pessoa dormindo na rua, nem pedindo.
    Gostei do seu poema,Juntar letras, formar palavras, misturar sentimentos.
    Como vc diz, escrever é amar,então eu quero escrever muito.rsrs

    Boa semana para si
    beijinhos, muitos
    José.

    ResponderExcluir
  2. Puxa vida. Disse tudo que sinto. Quer dizer que temos uma poetisa maravilhosa aqui? Menina,uma beleza de poema e reflexão. Adorei! Montão de bjs e abraços e o desejo de uma semana deliciosa pra você

    ResponderExcluir
  3. Marilu

    Escrever é um acto solitário, em que imaginamos estar a fazê-lo pra uma vasta plateia e dai-a sentimo-nos o dever e o estimulo de pensar no outro para que sejamos entidodos nesse acto de amor.
    Sobre Mara Abrantes, foi um artista multifacetada, actuou muito no teatro de Revista e no cinema. Creio que ficou cá por via do casamento.
    Podes ver a folha no Google ou videos no You Tube.
    Beijos
    Daniel

    ResponderExcluir
  4. Lindissimo poema...
    Escreves com o carinho de um pintor a pintar a tela.
    Bjos achocolatados

    ResponderExcluir
  5. Procuramos exprimir em palavras o que se passa em nosso interior... Algumas vezes conseguimos, outras não chegamos nem perto...
    Existem pessoas que se desmancham em "Eu te amos" e acabam por não convencer... A repetição torna-se cansativa!!!
    Por outro lado, um toque de leve nos cabelos, um afago no rosto e um suspiro mais intenso no calor de um abraço dizem mais do que todas as palavras do mundo... Um simples gesto...

    ResponderExcluir
  6. Beijos mamãe mais linda!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  7. Querida amiga Marilú, suas palavras tocam profundamente a alma dos sonhadores, assim como eu. Expor seus sentimentos abertamente é um ato de entrega total. Linda poesia. Beijos

    ResponderExcluir
  8. Querida Lú, sempre soube que você escrevia, mas nunca imginei que fosse tão bem, rs., essa última frase do poema é linda. "escrever é amar,e eu quero sempre amar também". Continue escrevendo você faz isso maravilhosamente bem. Beijos

    ResponderExcluir
  9. Minha linda amiga, você, a cada nova poesia me faz flutuar...eu também amo escrever, me realizo, me transformo...e assim amo, a cada rabisco mais e mais.

    Obrigada por seu carinho no Rabiscos e desculpe por demorar a vir, ando numa loucura de vida.

    Beijos cheios de ternura e uma deliciosa noite pra ti.

    ResponderExcluir