Seguidores

terça-feira, 1 de maio de 2012

Gavetas do tempo




                                                                Gavetas do tempo



Hoje resolvi abrir as gavetas do tempo.
Deparei com pilhas de recordações, 
muitas delas nem ao menos me lembrava.



Era como se a vida me perguntasse
por onde andei.

A cada laço que desatava, meu passado 
tornava-se cada vez mais presente. 
Fotos antigas, amareladas, de pessoas 
a quem tanto amei, momentos vividos
que ficaram eternizados....quanta saudade. 

Estava ali, meu primeiro diário, 
meu amigo, confidente, quantos 
sonhos, projetos.
Ao virar uma página encontrei 
a primeira rosa que ganhei....
Da mesma maneira que a coloquei, 
tantos anos ali, presa entre duas 
folhas de papel, sem vida, sem cor, 
mas ainda lhe resta um leve perfume.

Encontrei também várias cartas de amor, 
algumas que nunca li, 
outras que li e reli tantas vezes, 
que as letras estão apagadas
pelas lágrimas que derramei sobre elas. 

Diante daquelas gavetas do tempo
vi toda minha passar, 
planos não realizados, amores frustrados.

Sonhos de menina que a mulher 
não concretizou. 
Peço perdão a criança que 
deixou de sonhar....

A ponte do castelo 
vai subir.......
preciso me despedir.

37 comentários:

  1. Creio que é salutar mexer de vez em quando em nossas gavetas...o importante é deixar a ponte subir e estar nela, não é querida? beijos.

    ResponderExcluir
  2. Cá estou querida!
    Vim retribuir a visita e o carinho! Já vou ficando tbm...
    Beijo grande! :)

    ResponderExcluir
  3. Amiga, é muito bom fazer uma limpeza nas gavetas, mas a criança que mora em nós, nunca morre. Pode ficar uma vida inteira escondida, mas é só chamá-la, que ela vem. Um beijão!!!

    ResponderExcluir
  4. Minha querida os meus bons dias, adorei seu poema todos nós temos sempre as nossa recordações e ainda bem que as temos, pois se é uma das coisas boas que a vida nos dá são as lições que em ao passar por ela vamos aprendendo. São estas que nos enriquecem pois nada mais do que cá temos irá connosco, tudo que cá encontramos e tudo cá deixaremos, e é assim as lindas histórias que compomos para todo o sempre...
    beijinhos de luz e paz na sua vida.

    ResponderExcluir
  5. Encantada e mágica viagem pelo tempo fizeste.LINDA!!beijos,chica

    ResponderExcluir
  6. Muitas vezes ao reabrirmos essas gavetas do tempo, voltamos a lugares infinitos de sentimentos, de dor, de prazer,,,de amor...as vezes precisamos fazer uma faxina, jogar muitas coisas fora para que tenhamos espaços para as novas que estarão por vir...beijos de bom final de semana pra ti amiga.

    ResponderExcluir
  7. Minha amiga vamos guardando nas gavetas do tempo um mundo de recordações, mas devemos apenas relembrar as que nos deixaram felicidade no coração, as outras, é melhor ficarem guardadas bem lá no fundo da gaveta.
    Bom fim de semana
    Beijinhos
    MAria

    ResponderExcluir
  8. Lindos versos, Marilu! Acredito que todas nós tenhamos que pedir desculpas a nós mesmas por termos deixado de sonhar...Isso, de tudo, é o pior...O resto é só aprendizado e as lembranças servem até de enfeite para o coração...Um beijo, amada.

    ResponderExcluir
  9. Amiga Querida.
    Guardar nossas lembranças nas gavetas para no futo recordar com saudades.
    Lindo poema amiga.
    Um feliz final de semana beijos.
    Evanir.

    ResponderExcluir
  10. Dentro das nossas gavetas guardamos tudo de bom ou de mau.
    Reabrir essas gavetas encontramos as nossas amizades, saudades e dores que nos rasgaram ...

    ResponderExcluir
  11. Mesmo depois da ponte levantar , há duas coisas que ficam em nós , a criança que temos que alimentar diariamente e o saber que fomos acumulando .
    É agradável abrir a gaveta do tempo , mas não com muita frequência .

    O poema está lindo !

    Um beijo , Marilu .

    ResponderExcluir
  12. Um sábado cheio de carinho, poesia e paz pra você minha amiga...beijos e beijos.

    ResponderExcluir
  13. Desejo-lhe um bom resto de fim de semana!

    Bjssss

    ResponderExcluir
  14. Marilu: Devemos sempre remexer as nossas gavetas do tempo faz bem a nossa alma, adorei.
    Beijos
    Santa Cruz

    ResponderExcluir
  15. Marilu

    É nas gavetas do tempo, da memória que guardamos toda a nossa história. A nossa história que passado, presente e futuro.
    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Hoje é domingo e estou passando para deixar o meu abraço e a minha alegria a você.
    Que Deus te ilumine a semana que se aproxima.
    Nossa amizade é mais ou menos assim...

    Poema do amigo aprendiz
    Quero ser o teu amigo. Nem demais e nem de menos.
    Nem tão longe e nem tão perto.
    Na medida mais precisa que eu puder.
    Mas amar-te sem medida e ficar na tua vida,
    Da maneira mais discreta que eu souber.
    Sem tirar-te a liberdade, sem jamais te sufocar.
    Sem forçar tua vontade.
    Sem falar, quando for hora de calar.
    E sem calar, quando for hora de falar.
    Nem ausente, nem presente por demais.
    Simplesmente, calmamente, ser-te paz.
    É bonito ser amigo, mas confesso é tão difícil aprender!
    E por isso eu te suplico paciência.
    Vou encher este teu rosto de lembranças,
    Dá-me tempo, de acertar nossas distâncias...
    Pe. Zezinho SCJ.
    Com muito Carinho,
    Sandra

    ResponderExcluir
  17. Agradeço todas as suas visitas. Muito obrigada pelo seu carinho
    Sandra

    ResponderExcluir
  18. Mais ainda é tempo de deixar a criança despertar...E voltar a sonhar...
    Bjos achocolatados doce amiga

    ResponderExcluir
  19. Boas lembranças e troca de enrgai...
    Beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  20. Eu faço isso as vezes, vou achar coisas em meu baú, da um saudosismo tão bom!! E os Cds do fundo do baú então aiii que delícia ouvir!!
    Com carinho
    Hana

    ResponderExcluir
  21. Meu amor de amiga venho deixar em agradecimento os meus abraços e beijos que tenha uma semana encantadora, com tudo de bom...

    ResponderExcluir
  22. Gostei destas "Gavetas do Tempo"...Quem as não tem? Laços desbotados pelo tempo mas, perfume de uma saudade que não termina nunca!
    Beijo e boa semana.
    Graça

    ResponderExcluir
  23. Olá amiga...Passei pra desejar uma linda semana e deixar-te um beijo achocolatado

    ResponderExcluir
  24. Oi Marilu,
    É muito bom remexer gavetas...
    Bjs.

    ResponderExcluir
  25. Muito lindo! Estamos sintonizadas, pois postei sobre recordações também.... Uma abençoada terça-feira, de muita paz e alegria! Abraço fraterno e carinhoso!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  26. Oi Marilu, vim lá do FB, do grupo Blogueiros, mas na verdade temos muitos amigos em comum nos blogs e por isso quis te conhecer.
    Lindo seu espaço, viu? Lindo poema, quão tocante pode ser uma viagem em nossas memórias...
    Vou ficando por aqui...voltarei... beijinhos, bom dia,
    Valéria

    ResponderExcluir
  27. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  28. Ontem andei lendo meus diários. É maravilhoso retornar ao passado, passar por lugares que marcaram a adolescência, antigos amores, antigos sonhos. As vezes pego esse trem chamado saudade e retorno a viver momentos felizes, chego a sentir o cheiro do que ficou num tempo distante.

    Beijos no coração, seguindo!

    http://luzia-medeiros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  29. Querida Amiga Marilu!
    Eu também de vez enquanto dou uma arrumação, nas minhas gavetas, e aquelas coisas de pouco valor, e que me causaram dor, vou jogando para o lixo, mas ainda assim fica sempre uns residi os, que não consigo limpar completamente.

    Beijinho,
    José.

    ResponderExcluir
  30. Achei lindo seu poema. Todos nós devemos pedir desculpas a nossa criança interior não é verdade? Beijos!

    ResponderExcluir
  31. Uma excelente tarde pra ti minha amiga, repleta de paz e muita poesia...beijos e beijos.

    ResponderExcluir
  32. Marilu!
    Com o tempo a quantidade de gavetas vai aumentando. rs E de vez em quando é bom dar uma reorganizada e jogar fora o que não é importante.
    Adorei!!!
    Beijocas!
    Obs.: Esse piano ao fundo está demais! Lindo, amiga!

    ResponderExcluir
  33. Voltando pra agradecer o carinho e.... Tem Selo Comemorativo pra você lá no blog! Uma quarta-feira abençoada! Abraço carinhoso!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  34. Uma bela quarta feira pra ti minha amiga, paz e carinho sempre...beijos e beijos.

    ResponderExcluir
  35. DE VOLTA À CASA,ENTRE CRISTAIS E GIRASSÓIS,UMA BRAÇADA DELES TE OFERECEMOS E À pAULINHA!

    vIVA lA vIE

    ResponderExcluir
  36. Adorei o seu poema! É muito bom mexer nas gavetas do tempo para fazer um balanço da própria vida.
    E é sempre muito bom receber o seu carinho!!!
    Bjussss

    ResponderExcluir
  37. Gostei de passar por aqui.

    Beijo da Nita.

    ResponderExcluir