Seguidores

quarta-feira, 12 de junho de 2013

Noites Roubadas



Noites Roubadas, 
corpos ardentes,
desejos latentes.

Noites Roubadas,
proibidas, censuradas....
Por nós dois permitidas,
vividas.

Beijos loucamente apaixonados,
corpos nus,
mãos que acariciam
desejos lascivos. 

Viver cada segundo
desse amor proibido,
censurado aos olhos 
do mundo, mas 
que para nós é apenas ....amor.

Quantas noites roubamos?
Hoje me dou conta
que foram tão poucas....

Mediante a intensidade do
nosso amor, deveríamos
ter roubado mais noites,
mais pores do sol,
mais chocolate na serra.

Mas não importa,
as recordações me ajudam
a lembrar você,
com uma imensa saudade.

Você se foi, sem volta,
sem dizer adeus,
não te foi permitido dizer,
Deus tinha outros planos
para você.

Onde você estiver,
jamais te esquecerei.

Marilú



17 comentários:

  1. O AMOR É O ARQUITETO DO UNIVERSO,
    POR ISSO QUE VIM TE PEDI PARA QUE DIGA A ALGUÉM ESPECIAL O QUE LHE VAI NO CORAÇÃO !
    FELIZ DIA DOS NAMORADOS !!!
    BJS PELO CARINHO PLANTADO NO MEU CANTINHO ...
    AMADA AMIGA !!!!!

    ResponderExcluir
  2. Querida amiguinha, é sempre lindo quando se vive um grande amor, fica a lembrança dos momentos felizes vividos. Este lindo poema é o espelho dessa felicidade que perdura no teu coração.
    Beijinhos com carinho desta tua amiga, que muito gosta de ti.

    ResponderExcluir
  3. Um amor lindo, poesia assim também! beijos,ótimo domingo!chica

    ResponderExcluir
  4. Eterno Amor, LINDÔ!

    Bzuz no coração,dpcíssima miga LINDA!

    ResponderExcluir
  5. Olá, Marilu!
    Faz um tempo que não a via!
    E aqui encontro um ritmo poético
    como o próprio ritmo das nossas vidas!
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  6. Minha querida

    Hoje passando para dizer que estou voltando (ainda devagar), mas com muita saudade e agradecendo as palavras de carinho deixadas durante a minha ausência.

    Um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  7. Hoje vim te convidar a visitar o FOLHAS DE OUTONO através do Poema LENTES DO MEU OLHAR!
    Que pode ser considerado uma arte,mas que na realidade revela o movimento que tem o teu olhar.
    Peço desculpas por não poder deixar comentário,mas te espero lá para falar de vida e de lente que faz reinar a beleza da luz ...
    bjs e até minha volta recuperada !

    ResponderExcluir
  8. O amor sempre ē divino, beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  9. Olá, querida Marilu
    O amor não morre...
    Ótimo fim de semana!!!
    Seja abençoada e feliz!!
    Bjm de paz e bem

    ResponderExcluir
  10. Tenho para mim, que o amor sempre é eterno, por isso acontece uma única vez...

    LINDAS PALAVRAS, LINDO BLOG...

    Beijos e borboleteios...

    ResponderExcluir
  11. Marilu: Lindas as tuas noites roubadas são cheias de amor e carinho.
    Beijos
    Santa Cruz

    ResponderExcluir
  12. Oi Marilú, o que vale e o que dignifica foi o amor vivido em toda sua intesidade.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  13. O amor deixa sempremarcas, beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  14. Gostaria de partilhar contigo a postagem que publiquei hoje, dia 14/07, no meu blog A CASA DA MARIQUINHAS/
    Desde já o meu “Bem hajas!”
    Mariazita


    PS – Desculpa o “copy & paste”

    ResponderExcluir
  15. Querida amiga
    É tão bom recordar! Reviver os bons tempos passados é senti-los de novo. Faço esse exercício diariamente...

    O teu poema, embora terminando em tom melancólico, é duma enorme beleza. É um grito de amor e paixão, e muita, muita ternura.
    Adorei. Parabéns!

    Bom fim-de-semana.
    Beijinhos

    Mariazita

    ResponderExcluir
  16. Olá Marilú, lindo o seu poema desenhado na saudade e com aroma de nostalgia. Beijos com carinho

    ResponderExcluir