Seguidores

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Era uma vez um coração............




Era uma vez um coração...

louco,

apaixonado

sonhador.


Um coração que queria

ser livre,

sem amarras,

sem correntes.


Queria liberdade para amar,

amar a quem

quisesse,

a quem soubesse,

lhe dizer o que é o amor....


Um coração

que queria ir além

do imaginável,

pois acreditava que o amor

era seu limite.


E ele amou...

se entregou....

doou cada pedacinho,

sentiu-se feliz,

descobriu o maior de

todos os bens...o amor...


Sofreu...

chorou...

magoaram-no ...

levaram-lhe seu amor...

triste, abatido,

arrastando-se,

sem forças,

agarrado a cada fio de esperança,

para não parar de pulsar.
Era uma vez......
um coração.
Marilú

22 comentários:

  1. Ás vezes o nosso coração sofre mesmo...e a maior dor, é o abandono!
    Comovente este poema!
    Mil beijos
    Graça

    ResponderExcluir
  2. Era uma vez um coração que morava no peito de uma mulher guerreira e maravilhosa, ele sempre se orgulhava pro morar ali e se sentia feliz por ter como morada o corpo de alguem tão especial.Você. Bjos querida amiga tenha uma linda semana

    ResponderExcluir
  3. Nas grandes crises, o coração parte-se ou endurece ...

    Beijo.

    ResponderExcluir
  4. Doído, partido, repartido, cansado, abandonado ele é AMOR e bate por muitos que o amam.
    Beijuuss, amada, nesse CORAÇÃOZÃO!!!

    ResponderExcluir
  5. Sentindo sua falta demais!!!!!!

    Era uma vez um coração...que sofreu e depois sarou....parou de sofrer....tem final FELIZ...VC MERECE!!!!

    bjos querida...gosto muito de vc!!!!


    Zil

    ResponderExcluir
  6. Amiga Marilú, com tudo isso, viva o Amor!
    Que continuemos amando.
    Amor é vida.
    Um abraço afetuoso, bjs.

    ResponderExcluir
  7. Marilú: Era uma vez um coração que amava profundamente mas que foi abandonado esse coração no peito de uma mulher sofreu e voltou a sofreu, mas depois sarou e parou de sofrer, só espero que esse coração de mulher tenha um final muito feliz.
    Beijos
    Santa Cruz

    ResponderExcluir
  8. Mesmo sofrido, dilcerado , o coração continua sendo o centro regulador e usa desta força para se restabelecer das feridas provocadas pelo abandono, sangue novo bombeado e tudo retorna ao seu lugar...Seu coração merece! Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Era uma vez um coração que acreditou,acreditou e acreditou até que um dia descobriu que tudo ñ passou de um engano.
    Hoje ele está feliz porque esta vivo para recomeçar,pulsando seguindo a vida construindo histórias.
    Muito lindo minha flor.
    Já estava sentindo a sua falta dona Marilu,hã ñ some ñ rs.
    Uma linda noite.
    Beijokas.

    ResponderExcluir
  10. Marilu

    Belo poema, a que se poderia designar "baques de coração", porque de facto vai havendo bastantes e irremediáveis colapsos de amor.
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Vixi, acho que o Ego se fantasiou de coração, de novo!!! Tadinho do coração, né, vive levando a culpa. Ele, que só sabe amar... Já, o ego, só nos leva à loucura e ficamos pensando que é o coraçãozinho. Oi, amiga, volte-ei....rs. Beijinhos!

    ResponderExcluir
  12. Longe...as tardes de vento que batiam nas janelas
    e espalhavam meus projetos pelo chão.
    Hoje, apenas rabiscos denunciam
    que uma alma esteve aqui.

    Basilina Pereira

    Bom dia........Beijos...M@ria

    ResponderExcluir
  13. Mas que esse coração em poesia se renove e volte a acreditar na vida,,,no amor e na paz...beijos de bom dia pra ti querida.

    ResponderExcluir
  14. Oi amada, era uma vez um coração aqui também....lindo e triste poema.
    Estou meio borocoxô querida, precisando de uma injeção de ânimo.

    Beijos cheios de saudades.
    Saiba que lhe admiro muito, viu?
    Amo você.

    ResponderExcluir
  15. Era uma vez um coração que queria apenas amar sem limites, sem pudor, mas com coragem de ir até o infinito. – Este coração amou, se entregou de verdade, se doou ao extremo. Mas depois sofreu, chorou muito, se arrastou pelo chão, sangrou com forças, na esperança que tudo pudesse voltar o que era antes, querendo dar continuidade, mas o tempo se encarregou apenas em deixar recordações e não sofrer mais.

    Muito lindo.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  16. passando pra te desejar um lindo final de semana.
    Bjos achocolatados

    ResponderExcluir
  17. Oi!
    A esperança nunca morre, e o coração sempre está pronto para amar!
    livre -se das amarras e seja feliz !
    Bjs
    Ser Estranho Ser!

    ResponderExcluir
  18. Querida amiga que poema tão lindo.
    Hoje vim especialmente para repartir consigo um miminho que recebi e que quero partilhar, pois representa o “Prémio da amizade”. Não tem regras nenhumas, tem apenas todo o meu carinho, amizade e o meu sincero obrigado por fazer parte da minha vida. Está no meu cantinho Especial “SELINHOS – Presentes dos AMIGOS” (http://maria-selinhos-presentesdosamigos.blogspot.com/)
    Um maravilhoso Fim-de-semana
    Beijinhos
    Maria

    ResponderExcluir
  19. Que lindo Marilu, adorei!
    Tenha uma ótima semana!

    ResponderExcluir