Seguidores

terça-feira, 5 de abril de 2011

Esperando por ti.....

Amei a quem não devia,

e sabia.

Você se foi sem prévio aviso,

sem ao menos dizer adeus.

Em uma viagem sem volta.

A saudade é cruel, e me faz lembrar você

todos os dias.

Vagueio por entre sonhos e pensamentos,

e vou revivendo nossa história a cada instante.

Nossas longas e infindáveis conversas,

nossas idas e vindas, com sua mão sempre entrelaçada

a minha.

Nossas noites tão cheias de magia e encantamento,

você sempre doce, gentil, carinhoso,

buscando sempre algo a mais, para que eu

me sentisse uma mulher muito especial.

Temos uma longa história, era como se já

tivéssemos vivido tudo aquilo antes,

seríamos nós almas gêmeas?

Com certeza em algum lugar perdido,

no tempo e espaço eu te conheci,

e agora te reencontrei...

mas, mais uma vez tarde demais.....

Novamente te amei, e fui amada, vivemos

momentos que valem por toda uma vida.

Quantas vidas eu tiver...

todas vou esperar por ti.


22 comentários:

  1. Olá amiga
    Quantas vezes acreditamos ser para sempre, e esse para sempre acaba? O importante é esperar passar a dor, e se abrir novamente para outras possibilidades. Amar sempre vale a pena.
    Bjux

    ResponderExcluir
  2. Que lindo!!!

    Nossa...qto sentimento e emoção vc passa nesse poema!

    Obrigada pela companhia durante 1 ano de blog que estou completando dia 11 de abril...fiel companheira!

    meu carinho sempre!

    Zil

    ResponderExcluir
  3. Amiga querida!
    Amar nunca é em vão.
    Beijos meus!

    ResponderExcluir
  4. Marilu

    Maravilhoso poema de amor, uma vida a esperar com o amor sempre presente, uma luz que jamais se apagará.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. O que importa mesmo é estarmos abertos a todas as possibilidades q a vida nos oferece ... vivências sempre valem a pena ...

    bjão querida amiga!

    ResponderExcluir
  6. Infelizmente nem tudo é pra sempre,,,e só restam dor,,,desamor,,,e a esperança de um dia quem sabe,,,viver tudo outra vez...beijos querida e um dia lindo pra ti.

    ResponderExcluir
  7. Bom Dia..
    Vim conhcer seu bog atravez do meu querido ,Everson,,
    Que lindo poema!!
    Porém um pouco triste mais talvez
    seja um pouco de mim.
    Estou seguindo seu blog gostaria te ter sua amizade ,pois a minha você ja tem.
    Ficarei feliz se aceitar meus link.
    Agora vou conhecer sua madrinha.
    Um dia lindo para você beijos meus,,Evanir

    www.aviagem1.blogspot.com
    E
    www.fonte-amor.zip.net

    ResponderExcluir
  8. Querida Marilu
    Desculpa, mas não concordo qundo dizes: Amei a quem não devia.
    Um amor assim tão lindo não devia acontecer???
    Ainda bem que aconteceu. E quem sabe, um dia...
    O futuro a Deus pertence.
    Adorei o poema.

    Uma semana feliz. Beijinhos

    ResponderExcluir
  9. Um poema com uma saudade cortante esta dor que aproxima a doce lembrança e na distância se perde, coração sangra. Um poema para todos, seus versos são os meus sentimentos.

    ResponderExcluir
  10. Querida poetisa, ficaram as lembranças é verdade...
    Ficou no passado um lindo e saudoso amor.
    Mas nada que o tempo não cure e... Não resgate?
    Tudo é possível nesse universo de almas que escrevem em seus corações, memoráveis atos de paixão.
    Um abraço afetuoso, bjs.

    ResponderExcluir
  11. Sempre reencontramos quem nós amamos... Às vezes quase esquecemos. Mas naquele dia cinzento, ou naquela noite de insônia, em que só nos resta olhar para nós mesmos; encontramos de novo a pessoa... nos nossos próprios gestos, ao remexar nas gavetas... ou ouvir um acorde de uma música ou uma cena de um filma... Quem nunca saiu de dentro de nós dá as caras de novo e com toda força!

    ResponderExcluir
  12. Que lindo poema de amor, Marilú! Que a tua sensibilidade vague eternamente em brancas ondas de mar poético...Bjs minha querida.

    ResponderExcluir
  13. entre texturas e filigranas, mais uma vez,nos fizeste perceber o doce e o sal,com amargas pitadas,entre salpicos de nuvens e mel,muito mel,snif,e ainda me intitulas poeta,se fosse,voce seria magistralmente,a lua,desse amor lindo e celestial, em ti incrustada!

    poeta,como pessoa e escriba,respeitosamente,ailoviu!
    como mulher,snif
    tiro meu chapéu!
    bzuz no cardíaco

    viva la vie

    ResponderExcluir
  14. Querida Marilú, que belíssimo texto, um amor transcendental, que vai além dessa vida. Parabéns. Bjs

    ResponderExcluir
  15. Amigaaaa...
    Fiquei tao feliz de te ver la no meu cantinho de novo...obg pelo carinho viu...Eu fiquei na correria por conta do casamento do Diego e por outras coisinhas tb e nao estava visitando os amigos ai pensei que ninguem mais ia me visitar de novo...rsrsrsrs..sou carente mesmo liga nao... e fiquei feliz demais de te ver la porque eu adoro vir aqui e adoro a sua amizade por la... Vou pro brasil em junho ou julho e se tudo der certo vou conhecer voce e as blogirls...amooooooooo todas...
    Bjs carinhosos
    Marcia

    ResponderExcluir
  16. Tudo dura um tempo aqui nesta vida...beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  17. Um belissimo dia pra ti minha querida amiga,,,cheio de carinho, paz e poesia...beijos e beijos.

    ResponderExcluir
  18. Olá Marilu!
    A imagem representa uma certa tristeza, como triste é, um amor assim ter acabado, e tantas magoas ter deixado.

    Beijinhos amiga,
    José.

    ResponderExcluir
  19. O amor as vezes machuca, mas a ferida é doloridamente desejada.Bjos achocolatados

    ResponderExcluir
  20. é Marilu, nunca há como entender, porquê tanto se dá e tanto se recebe, e num dia sem se perceber como tudo acaba num instante, sem realmente nunca ter acabado...
    resta a saudade, que ao trazer tudo de novo nos permite reviver...
    muito lindo o teu poema, Marilú.
    beijos, amiga.

    p.s.- amiga, me parece que você me desapareceu da lista, vou confirmar. reclamarei se for caso disso. :))

    ResponderExcluir
  21. Minha querida com todo o vosso amor jamais minhas pernas se vergam, beijinhos de luz e muita paz.

    ResponderExcluir