Seguidores

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Mente Abstrata



A mente devaneia, vagueia...
faz do impossível, real,
pinta obras de arte em uma galeria
subterrânea, sombria, vazia.

Ouvem-se apenas os gritos 
que saem das telas.
O sangue pinga em torno 
de uma vela que continua acesa. 

Lucidez? Loucura? 
Apenas uma linha muito tênue
as separa, e se rompe
assim que a vela se apagar.

A mente continua a viagem pela escuridão,
tudo é abstrato,
enfim chega  ao seu destino,
um campo sem sonhos.


Marilú




26 comentários:

  1. Querida Marilu a nossa mente segue vagando neste escuro mundo de ilusão mas que nos leva a belas poesias como esta sua lindissima bjos!

    ResponderExcluir
  2. Querida amiguinha Marilú. A mente é assim mesmo, capaz de divagar, imaginar, criar e em abstrato fazer a ponte até ao impensável. A mente é pois aínda misteriosa e intangível. Gostei desta tua incursão ao mais profundo amâgo de nós mesmos a mente.

    Tem uma boa semana.
    Mil beijinhos com carinho e amizade, desta tua amiga que te estima muito.

    ResponderExcluir
  3. Minha mente vagueia assim, tornando possíveis todos os desejos meus...mas se de repente vem a escuridão, me apavoro, pois é quando dou de cara com a realidade, onde os sonhos parecem não ter vez.

    Sua poesia tem um cadinho de mim.

    Ficou linda, apesar de triste.
    Beijos querida amiga.

    ResponderExcluir
  4. Olá Marilu,
    A mente, essa bola de neve que se alimenta de pensamentos conquistando-os para poder tornar-se mais gigante!
    Alheia à voz do eu, abre todos os caminhos, tornando-nos seus escravos...
    Uma enorme e bela poesia
    Bjis

    ResponderExcluir
  5. Querida Marilú, que viagem fantástica você fez através desta mente abstrata, nossos pensamentos são livres para voar. Maravilhoso poema. Bjs

    ResponderExcluir
  6. Nossa mente torna-nos gigantes ou pequeninos, controla nossas emoções, e vagueia por todos os caminhos. Adorei o poema. Beijos

    ResponderExcluir
  7. Lindo poema e essa busca dentro do interior...Tomara os sonhos não faltem!!! beijos,ótimo dia!chica

    ResponderExcluir
  8. Que essa mente voe longe,,,se perca num mundo perfeito de paz e amor...beijos de bom dia pra ti minha querida amiga.

    ResponderExcluir
  9. Amiga Marilu,
    Que poema bonito!!! Sim, nossa mente vagueia da claridade a escuridão... e quando chega a essa segunda é onde percebemos as nossas fraquezas, onde podemos ver o quanto frageis somos...Mas, mesmo assim devemos agradecer por podermos ter o previlégio de ir e vir através dela...
    Querida, eu estive meio que "off"por uns tempos, mas agora estou aos poucos voltando...quero agradecer de todo meu coraçao as mensagens que deixou por lá e dizer que você sempre estará entre os que estimo e amo...
    Beijos carinhosos
    Marcia

    ResponderExcluir
  10. querida Marilu,lindo demais seu poema!

    é muito bom entrar aqui ler seu escritos, ter vc como amiga...é uma honra...

    um grande bjo!


    Zil

    ResponderExcluir
  11. A mente vagueia a procura dos sonhos.
    Os sonhos são a essência da vida.
    Beijinhos.
    Minas
    º°✿ ✿⊱╮

    ResponderExcluir
  12. Nossa mente vagueia e isso muitas vezes nos faz livres...Bjos achocolatados cheios de saudades

    ResponderExcluir
  13. FORTÍSSIMO!!!
    Gostei da metáfora com a pintura, afinal...
    Um grande abraço

    ResponderExcluir
  14. Minha querida amiga, como é fértil a sua mente para escrever tão lindo poema, são poemas destes que eu adoro porque retratam a realidade da vida e morte.
    Meu querido pai que Deus lá tem, dizia a nossa alma pode ser a nossa mente a que chamamos também de pensamento quando já não tivermos nada em que pensar é porque está próxima a nossa partida. Também pode ser o sangue que nos corre nas veis porque quando ele se vai também o nosso corpo vai com ele, mas eu achei maravilhoso te dou nota 10 pela tua imaginação tão verdadeira, beijinhos de luz paz e muito amor...

    ResponderExcluir
  15. Um belo dia pra ti minha amiga querida, que todos os acontecimentos sejam cercados de paz e muito amor,,,entre versos e flores...beijos e beijos.

    ResponderExcluir
  16. Marilú. Voltei lindo o teu poema daorei, perdi os meus blogues tive que criar outros mas ca estou outra vez.
    Beijos
    Santa Cruz

    ResponderExcluir
  17. Un magnífico poema..


    Un abrazo
    Saludos fraternos..

    ResponderExcluir
  18. Querida Marilú, nossa mente é fantástica, faz viagens incríveis, e nada a detém. Poema muito inteligente. Abraços

    ResponderExcluir
  19. Lucidez e loucura, sempre andam juntas, o que seria o mundo sem um pouco de loucura. Fantástico poema. Bjs

    ResponderExcluir
  20. Olá Marilu, obrigada pela visita, me deixou mais feliz, fique bem, tere.

    ResponderExcluir
  21. Um pouco de lucidez, um tanto de loucura, é como um pouco de mim, um pouco de ti numa viagem extraordinária. Lindo seu blog! Amei o que vi e o que li!
    Abç!

    ResponderExcluir
  22. Uma excelente quinta feira pra ti minha amiga querida,,,muita paz e muita poesia pra alimentar a alma..beijos e beijos.

    ResponderExcluir
  23. A mente pode até parar de sonhar , mas o coração e a razão persistirão na eterna busca da compreensão. Que tenhas um excelente dia amiga querida.

    ResponderExcluir
  24. A MENTE É UMA CAIXA DE SURPRESAS. e A MAIOR SURPRESA É TERMOS UMA MENTE CAPAZ DE, A CADA PASSO, NOS E SE SURPREENDER.

    OBRIGADA PELAS VISITAS E PALAVRAS...

    BEIJO

    ResponderExcluir
  25. procuro viver em constante lucidez mas amo os meus instantes de loucura ... #fato

    ResponderExcluir